Os Ministérios e o Papel de Cada Obreiro

Os Ministérios e o Papel de Cada Obreiro

Paz do Senhor meu amigo leito, respondendo a duvidas dos meus amigos leitores sobre casa Cargo Ministeriais, dependendo da congregação algumas tem alguns cargos outras não  depende de cada denominação. Mas o objetivo e mesmo Pregar a Palavra de Deus e ajudar na Obra do Senhor. AMÉM

Diáconos

Os Diáconos são aqueles que estão a serviço na igreja ou do ministério é “trabalho para Obra de DEUS. Biblicamente, entendemos que todo serviço cristão que se desempenha de modo contínuo é um ministério. Desde a liderança até tarefas operacionais permanentes. Um trabalho eventual não pode ser assim considerado. Eis aí um fator que serve até para diferenciar ministérios e dons espirituais. Paulo  emprega  quase  que  invariavelmente,  diakonos.  O termo aparece, nas quatro formas, 25 vezes no Novo Testamento. A forma “diakonia” aparece 24 vezes, sendo traduzida por:

‐ Distribuição de serviço, socorro, serviço, ministério ou administração. Os ministérios de liderança apresentados no Novo Testamento são:

‐ Apóstolos

‐ Profetas

‐ Evangelistas

‐ Pastores (bispos, presbíteros)

Os diáconos são auxiliares mais não dirigem a igreja local,  mas são responsáveis por algumas áreas. (At.6). Ministério é serviço. O ministro é um servo. O Verdadeiro espírito do ministro, não deve ser a ambição carnal de mandar ou ser servido, mas encarnar o que Jesus sempre fez no seu ministério terreno, que foi “não ser servido, mas servir”. (Mc.10:45).

Quando os discípulos disputavam entre si para saber quem era o maior, Jesus “os chamou para junto de si     e disse‐lhes: sabeis  que  os que são considerados governadores dos povos, têm‐nos sob seu domínio, e sobre eles seus maiores exercem autoridade. Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar‐se grande entre vós, será esse o que vos sirva; quem quiser ser o primeiro entre vós, será servo de todos.” (Mc.10:41‐44). Apesar   das especificações bíblicas, as igrejas e denominações estabelecem alguns ministros e desprezam ou ignoram os demais.

APÓSTOLOS

O nome que designa o primeiro ministério estabelecido na igreja (I Cor.12:28) é de  origem  grega  (apóstolos)  e  significa  “enviado”,  um  indivíduo  que executa serviço especial, agindo em nome e pela autoridade de quem o enviou.

O maior de todos os apóstolos é o próprio Senhor Jesus, que foi enviado pelo Pai para  executar  sua  obra  na  terra.  (Heb.3:1  Jo.4:34).  Para  que  essa  obra  fosse continuada após sua ascensão, Jesus escolheu doze homens. (Mt.10:12 Jo.20:21).  Um deles, Judas Iscariotes, o traiu e foi substituído por Matias. (At.1:16‐26). Tais homens foram equipados pelo Senhor com autoridade, poder para operar milagres, ousadia para pregar, etc. Tudo isso, mediante a operação do Espírito  Santo que lhes  fora  dado  (At.1:8).  Toda  essa “munição” tinha  por objetivo capacitá‐los a desbravar todas as frentes  por onde iam e  aí estabelecerem a igreja de Jesus Cristo. Muitos cristãos afirmam que o ministério apostólico não existe    mais. Entretanto, observamos   que, além dos doze, o Senhor levantou outros apóstolos no período do Novo Testamento, como, por exemplo, Paulo e Barnabé. (At.14:14). Por que ele não o faria ainda hoje, quando muitos povos estão ainda por serem alcançados pelo evangelho? Assim, ele participava da inspiração do profeta, fazia a obra de um evangelista, conhecia o pastoral “cuidado de todas as igrejas”, devia ser apto para  ensinar,  ao  passo  que,  atendendo  a  administração  de  negócio,  seguia  o exemplo do Senhor em não se esquivar dos deveres de um diácono, quando fosse necessário.” Possivelmente, muitos dos missionários da atualidade sejam, de fato, apóstolos de Jesus. Outros há que, por não terem ido a terras distantes, não são assim reconhecidos, mas estão  desempenhando     esse ministério      em sua   própria “Jerusalém” (At.1:8), e receberão do Senhor o devido galardão.

PROFETAS

O profeta é a pessoa que recebe a mensagem diretamente de Deus e a transmite ao  povo.  Esse anúncio  pode  ser  uma  revelação,  uma  admoestação,  ou  uma predição. Muitos  profetas  existiram  na  história  de  Israel.  Sua  presença  é  constante  no Velho Testamento, apontando o caminho para o povo de Deus. Sua importância era grande pois, como afirmou Salomão, “Sem profecia o povo se corrompe”. (Pv.29:18). No     Novo Testamento, Deus      continuou levantando profetas. O primeiro foi João Batista, que veio no estilo dos profetas antigos, assemelhando se, sobretudo, a Elias. (Lc.1:76 Mt.11:9‐14 Mc.11:32). Seu papel foi preparar o caminho para o profeta maior Jesus, que, por sua vez, levantou outros profetas para orientar a igreja que surgia. No Novo Testamento, existem menções a esse ministério, havendo  muitos  deles  em  Jerusalém,  Antioquia,  Corinto,  e  outras cidades. (At.13:1 At.11:27 I Cor.14:29). O profeta não é um mero pregador da palavra, um mestre da Bíblia, nem um preditor de futuro. O profeta é um ministro de Cristo. Não apela para os poderes da lógica, erudição, oratória, psicologia, ignorância ou misticismo. Sua mensagem pode vir através de uma pregação, mas não necessariamente.

EVANGELISTAS

É uma pessoa especial para pregar o evangelho. Alguns usam esse título apenas em relação aos escritores dos quatro evangelhos. A Bíblia,no entanto, cita ainda Filipe e Timóteo como evangelistas. (At.21:8 IITm.4:5). Todos os cristãos podem e devem anunciar o evangelho. Todavia, a maioria não é capaz de fazer uma pregação propriamente dita. O evangelista é um pregador, e faz isso com maestria, habilidade, e poder que lhe são conferidos pelo Espírito Santo especialmente para esse fim. Evidentemente, nem    todo pregador      é evangelista. É bom frisarmos também que o trabalho do evangelista não se restringe à pregação, mas abrange também o evangelismo pessoal.

PASTORES

Voltando à origem do termo, um pastor é a pessoa que cuida de um rebanho de ovelhas. Seu trabalho vai desde a procura do melhor alimento para elas, até a defesa contra  ladrões  ou  animais  selvagens  que  possam  atacá-las.  Abel  foi  o primeiro pastor de ovelhas. Os patriarcas Abraão, Isaque       e Jacó foram pastores. Esse trabalho era muito comum no meio dos israelitas e outros povos antigos. O próprio Davi, que veio a ser rei de Israel, cuidava de ovelhas quando era jovem, e percebeu que, da mesma forma, Deus cuidava dele e de seu povo. Ao reconhecer esse fato, Davi escreveu o conhecido Salmo 23: “O Senhor é o meu pastor e nada me faltará”. Em muitos outros textos da Bíblia, o termo “pastor” é utilizado em referência a Deus e aos líderes do seu povo. (Sl.100:3 Jr.23:1‐2). No Novo Testamento, esse título já era usado normalmente como o usamos hoje. Jesus disse de si mesmo:

“Eu sou o bom pastor”. (Jo.10:11). O termo grego para  pastor é poimen (poimén). O ministério do pastor na igreja tem as atribuições que vimos no início: alimentar, cuidar, proteger, defender, conduzir. Esse é um ministério lindo. Dos cinco ministérios de Efésios 4:11, o pastor é o que está mais próximo da ovelha, mais comprometido e mais  atencioso para com ela. O  trabalho  do  pastor  na  igreja,  não  é  somente  batizar,  celebrar  casamentos, funerais, pregar sermões, mas, de acordo com Ef.4:11‐16:

 Aperfeiçoar  os  santos  para  o  desempenho  do  serviço  de  cada  membro  do Corpo de Cristo. Edificar o corpo de Cristo que é a igreja.

BISPO

Bispo vem do grego episkopos (episkopos). Indica, não ofício, mas função, o trabalho específico de  um pastor de visão administrativa, um superintendente. Ele não faz todo o trabalho, mas organiza, providencia tudo e depois supervisiona. O termo episkopos era dado àquele que tinha a função de vigiar, fiscalizar, principalmente as embarcações. O bispo como pastor tem a responsabilidade de ver que o serviço seja bem feito.

PRESBÍTERO

Presbítero significa  velho,  ancião.  Na primeira viagem  missionária,  Paulo  e Barnabé, na ida fizeram trabalho evangelístico e público; no retorno, em cada cidade por onde passaram reuniram os convertidos organizaram igrejas e ordenaram presbíteros (At.14:21‐23). Deveriam ser homens de certa idade, firmes na fé, inabaláveis no amor e constantes na obra do Senhor. Eles foram eleitos pela igreja para desempenhar funções pastorais na palavra, nos batismos, na celebração das ceias, etc.

Pelo retrato que a Bíblia guarda de alguns pastores, homens transformados pelo  Espírito  Santo,  cheios  da  graça  do  Senhor,  revestidos  de poder, conduta exemplar, irrepreensíveis,  consagrados, dedicados exclusivamente ao ministério da palavra, bons chefes de família, sérios, operosos e humildes, encontramos reprodução perfeita hoje em muitos obreiros que se sacrificam por Cristo, colocam o Reino de Deus acima de tudo e constituem a galeria daqueles que vivem para glorificar o Senhor.

Os Presbiterianos, Assembéia de Deus e   outras igrejas    pentecostais têm pastores, diáconos e presbíteros. Os Batistas têm somente pastores e diáconos.

Hoje todos nos somos Pregadores do Evangelho e podemos pregar para o nosso vizinho, amigo da escola trabalho e etc… Não devemos deixa somente mãos destes homens citados acima, mas também função da Igreja ajudar em oração e na pregação do Evangelho. Amém

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15

Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória. Marcos 14:9

Mas importa que o evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações. Marcos 13:10

Em verdade vos digo que, onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua. Mateus 26:13

Fonte: Bíblia de Estudos Bíblico Teológicos e Pesquisas

Mais conhecimento da Bíblia em menos tempo?

Já imaginou poder acelerar um pouco mais o seu aprendizado sobre temas bíblicos difíceis e polêmicos, cortando caminho ajudado por quem já esteve lá. Descubra como pessoas comuns estão conseguindo ler e entender a Bíblia através de um método simples e inovador Método Como ler e entender a bíblia << Quero conhecer o Método Como ler e entender a bíblia >>

Autor: Diácono Adriano

Sobre o Obreiro Adriano: Sou Técnico de Informática tenho vários cursos na área de Informática, mas gosto mesmo e de sempre ta estudado há palavra de DEUS, gosto sempre de meditar na Palavra do SENHOR pela manhã, enquanto... Consagrado: Em 2010 fui Consagrado a Obreiro do Senhor na Assembleia de Deus Vida e Missões, e desde então continuo firme na obra do Senhor sempre apreendendo e me capacitando para melhora na Obra do Senhor. https://despertaoseuministerio.com.br/sobre-o-obreiro-adriano/

Deixe uma resposta